fbpx
× Fale Conosco

Solicite um orçamento sem compromisso!

Enviar via
Ou ligue para (41) 9 8900-6136
Se preferir, ligue para nós! Ligar agora!
Clique aqui para falar conosco!
×
× Envie-nos um E-mail
Quais são os principais Instrumentos Cirúrgicos?

Os Instrumentos Cirúrgicos são usados frequentemente. Quando uma pessoa tem um problema de saúde, ele se dirige ao médico para remediar a situação e voltar ao seu normal. Contudo, algumas situações são mais delicadas que outras e exigem medidas mais drásticas.

São casos, esses, que precisam recorrer à sala cirúrgica. Cada procedimento se diferencia do outro, conforme o problema apresentado. Porém todos eles utilizam alguns materiais.

Estes por sua vez, têm que ser esterilizados e usados com destreza. São muito delicados e qualquer erro na sua disposição pode custar complicações e até mesmo a vida de algum paciente.

Os materiais citados são os chamados Instrumentos Cirúrgicos. A seguir nós veremos informações sobre os principais e mais usados, suas funções e seus modos de usar.

Bisturi

Talvez o mais conhecido, o bisturi faz parte da fase chamada diérese. Falaremos mais sobre elas ao final do artigo.

Sua função principal é realizar a primeira incisão. Ele é composto por um cabo onde se encaixa uma pequena e curva lâmina descartável, extremamente afiada. Existem quatro principais modelos:

  • Bisturi de argônio: este utiliza gás de argônio ionizado com emissão de faíscas, conduzindo eletricidade para a parte operada, na intenção de cauterizar os cortes e permitir a coagulação.
  • Bisturi bipolar: auxilia os cirurgiões na fase da hemostasia dos vasos sanguíneos para evitar hemorragias.
  • Bisturi elétrico: é o modelo mais comum, que também serve para coagular o sangue no momento da cirurgia. Porém, ele tem maior capacidade de dissecar a pele e os tecidos.
  • Bisturi harmônico: mesmo que ainda haja corrente elétrica, este bisturi não repassa a energia para o resto do corpo e a potência pode ser ajustada a qualquer momento.

Kelly e Crile

Estes instrumentos cirúrgicos são pinças da hemostasia que contêm travas nas suas partes inferiores para trancar toda a passagem de sangue durante um procedimento cirúrgico, evitando uma cirurgia.

Existem estes modelos curvos e retos. Além deles, há mais o Haistead, o Mixter e o Kocher. Todos com a mesma função da hemostasia.

Agulhas e Porta-agulhas

Para o fechamento do corte, é preciso usar agulhas para realizar a sutura (costura da pele). Ela é segurada por uma peça chamada Porta-Agulha. Parece uma ferramenta de hemostasia: também tem travas e usa de tração para manter a agulha firme.

Fases da cirurgia

Como prometido, aqui está a explicação sobre cada fase e junto, há mais exemplos de instrumentos cirúrgicos.

A diérese: 

Fase de corte do tecido.

  • Bisturi
  • Tesoura de Mayo curva
  • Tesoura de Mayo reta
  • Tesoura de metzenbaum e/ou tesoura de Potts.

A Hemostasia: 

Estes instrumentos são usados para controlar o sangramento. Eles possuem uma tranca que os possibilita de se manterem fechados em um ponto estratégico durante toda a cirurgia. São eles:

  • Kelly (curva e reta)
  • Crile(reto e curvo)
  • Haistead
  • Mixter
  • Kocher.

A Síntese: 

Mais conhecida como sutura, o procedimento de costura da pele para a cicatrização. Nela são usados:

  • Porta-agulha de Mayo-hegar e/ou o Porta-agulha de Mathieu, 
  • Agulhas traumáticas ou atraumáticas
  • Fios.

Pinças auxiliares: 

Usadas para dar suporte ao procedimento quando algo precisa ser segurado fechado fora do corpo e para esse procedimento temos:

  •  Pinça anatômica dente de rato
  •  Pinça anatômica dissecação
  • Afastadores
  • Entre outros, dependendo da cirurgia.

Profissão com Instrumentos Cirúrgicos

Existe um profissional que auxilia os cirurgiões durante o procedimento. Esse cara se chama Instrumentador Cirúrgico.

A função dele é conhecer os passos da cirurgia para alcançar os instrumentos corretos  para o cirurgião. Enquanto o médico está concentrado no que acontece internamente, o instrumentador alcança os materiais e dá na mão do médico que não pode se distrair.

Além disso, ele também esteriliza os instrumentos cirúrgicos e cuida deles após o final da cirurgia. Seu cargo é extremamente importante para que tudo vá bem nas cirurgias e por isso o salário base da profissão começa em R$ 1.808, podendo chegar até R$ 3.000 ou mais. 

Ele pode ser formado em qualquer área da saúde de curso superior, mas o que definirá seu cargo de instrumentador cirúrgico, é um curso profissionalizante.

Pensando nisso, a Escola Viva Avante desenvolveu um Curso de Instrumentação Cirúrgica em Curitiba com preço justo e alta qualidade de ensino, para formar profissionais de alto escalão.

Tá esperando o que para fazer agora mesmo sua matrícula? Entre em contato agora mesmo!