fbpx
× Fale Conosco

Solicite um orçamento sem compromisso!

Enviar via
Ou ligue para (41) 9 8900-6136
Se preferir, ligue para nós! Ligar agora!
Clique aqui para falar conosco!
×
× Envie-nos um E-mail
Quanto ganha um cuidador de idosos?

Ser cuidador de idosos não é uma tarefa simples. A função do cuidador é manter o bem estar do paciente e aumentar sua qualidade de vida, realizando tarefas que lhe proporcionem uma vida melhor.

Existem dois tipos de cuidadores de idosos: aqueles que têm um horário fixo de trabalho, e aqueles que dormem nos locais de trabalho. Do segundo tipo, geralmente cuidam de idosos doentes que precisam ter alguém atento 24h por dia.

Obviamente que, o tipo de profissional que dorme na casa do cliente, não vai passar a vida toda 100% dedicada a fazer somente aquilo. Ele só dorme lá, para caso haja alguma emergência.

Contudo, para trabalhar no ramo, é necessário ter um curso específico para cuidador de idosos, e é possível que tenha também alguma formação superior na área da saúde para ter um pouco mais de autonomia durante o cotidiano do paciente.

Mercado de Trabalho

Conforme estudos do IBGE, até 2050, a população de idosos terá triplicado, e por conta disso, precisará de mais cuidadores para essas pessoas.

Segundo informações do site Vagas, atualmente uma pessoa que trabalha como cuidador de idosos, recebe em média um salário de R $1.420,00 no Brasil, mas isso se referindo àquele que vai embora durante a noite, o tradicional.

Já profissionais do tipo que passam a noite na casa do paciente, podem receber em torno de R$1.846 por mês em Curitiba, baseado no site de empregos Indeed.

Portanto, pode-se dizer que esta profissão é uma que vale a pena seguir agora, enquanto os cursos ainda estão acessíveis e o mercado não se encontra saturado. Outro ponto é que, quando futuramente as pessoas estiverem pesquisando por cuidadores qualificados e com experiência, quem se formou poderá se apresentar.

Como se destacar no mercado

Para não passar despercebido, é necessário ter algumas habilidades que podem ser facilmente desenvolvidas e entender quais delas usar como diferencial no cargo em questão:

Ser empático

Idosos já passaram por muitas coisas em suas vidas e talvez ser cuidado por alguém não seja tão bem aceito emocionalmente para ele. Ser respeitoso e entender as necessidades dele, além das físicas, é um bom começo para se sair bem no que faz.

Ser alegre

Como dito no tópico anterior, muitas vezes, infelizmente o idoso se sente frustrado ou até irritado. Ser alegre, simpático e ajudá-lo a ver a vida mais colorida apesar das dificuldades, com certeza fará bem tanto para um, quanto para outro.

Ter disposição

Esse é um ponto bem importante para este serviço. Acontece que a maioria dos idosos se sentem indispostos para realizar tarefas simples, portanto, há a necessidade de o cuidador não achar ruim ir pegar um copo d’água ou levar o paciente na cadeira de rodas para algum lugar sempre que ele precisar.

Ser um cuidador de idosos…

É muito gratificante. Afinal, ajudar as pessoas, criar vínculos e ouvir histórias dos mais experientes pode ser muito divertido – mais do que as pessoas que olham de fora imaginam.

A Escola Viva Avante, oferece o Curso de Cuidador de Idosos em Curitiba de uma forma acessível para que quem tem o sonho de ajudar o próximo, tenha a chance de realizá-lo.

E você, está esperando o que para fazer parte desse universo? Faça agora mesmo sua matrícula pelo nosso WhatsApp!